Transporte crianças e pets com segurança

Uma dúvida muito comum de quem dirige é sobre a forma mais segura e correta para o transporte de crianças e pets. Nesse sentido, é importante ressaltar que o Código de Trânsito Brasileiro especifica como deve ser feito esse transporte e quais são as penalidades para quem transita sem garantir a segurança de crianças e pets. Então confira nossas dicas e garanta uma viagem segura e sem imprevistos.

Transporte de crianças

Em 2021, o Código de Trânsito Brasileiro apresentou importantes mudanças para o transporte de crianças. Isso porque os acidentes de trânsito são a principal causa de morte de crianças até os 14 anos de idade no Brasil. Por isso, é dever do condutor garantir que circulem em segurança, até porque as crianças são incapazes de se proteger e evitar acidentes. 

As novas regras em vigor estão relacionadas à Lei da Cadeirinha, que estabelece que crianças de até 10 anos ou que tenham menos de 1,45m de altura devem ser transportadas no banco de trás em cadeirinha própria para o seu peso e tamanho. Antes da atualização, a exigência da cadeirinha era de até 7 anos e meio. Essa mudança se deve ao fato de que o cinto de segurança comum não é suficiente para proteger crianças que tenham menos de 1,45m de altura em caso de acidentes. Por isso, para que a criança fique bem posicionada no banco e com o cinto preso nos lugares corretos, é necessário um assento de elevação. 

CONFIRA TAMBÉM 10 DICAS DE BOM COMPORTAMENTO NO TRÂNSITO

Outro ponto importante é sobre o transporte de bebês. É muito comum que pessoas transportem bebês no colo ou no sling, porque os pequenos costumam chorar durante as viagens pedindo colo. Porém essas formas de transporte colocam em risco a vida de todos, não apenas a do bebê. Assim, o transporte de bebês deve ser feito obrigatoriamente no bebê conforto. Depois a criança só poderá andar de carro na cadeirinha ideal para seu peso. A utilização de bebê conforto e cadeirinhas reduz em 71% o risco de morte infantil em caso de acidente. Por isso é necessário utilizar esses dispositivos de segurança para transportar os pequenos. 

Se for preciso transportar o bebê no banco dianteiro do passageiro, fique atento às recomendações do manual do proprietário de seu veículo, que irá explicar a forma correta de ser feito o transporte, incluindo o desativamento do airbag do passageiro, pois em caso de acidente, o mesmo pode ferir gravemente o bebê. A forma mais segura é levá-lo no banco de trás e preso com o sistema ISOFIX. Caso esteja procurando um veículo com este sistema, entre em contato com nossa Central de Vendas que iremos te ajudar a escolher a melhor opção!

O transporte de bebês e crianças feito de maneira inadequada está sujeito à multa no valor de R$ 293,47. Além disso, o condutor ainda perde 7 pontos na carteira, pois configura infração gravíssima.

Transporte de pets

Os pets também podem ser vítimas fatais de acidentes de trânsito e, além disso, se ficam soltos no veículo também podem ser a causa. Por isso, não se deve em hipótese alguma transportar animais soltos no veículo, já que podem colocar ambas as vidas em risco. 

O Código de Trânsito Brasileiro estabelece que pets devem estar utilizando peitoral e guia adaptada com fivela para cinto de segurança. Eles também podem ser transportados em caixas específicas, devidamente presas. Isso garante que o animal não se machuque em caso de frenagens bruscas ou repentinas. Também é importante que o animal não utilize coleiras do tipo que prende ao pescoço, pois a movimentação do veículo pode causar enforcamento e ferir gravemente o pet. 

Também é importante ressaltar que o transporte de animais deve ser feito sempre em automóveis. O transporte em motocicletas não é permitido. Mesmo que o animal esteja acondicionado na caixa de transporte, já que não há como prender a caixa da maneira adequada no banco da moto. Além de ser um risco para o animal, a movimentação coloca em risco o equilíbrio do condutor, facilitando a ocorrência de acidentes. 

A multa para quem transporta animais soltos no veículo é de R$ 53,20 mais 3 pontos na carteira. A infração é leve, porém o risco desse tipo de transporte feito da maneira incorreta é bem grande e pode acarretar muitos problemas. 

Acompanhe o Blog da Azul para mais dicas e dirija sempre com segurança!

Share: